como uma estupidez leva uma vida

A história de Márcia Prado se repete em São Paulo. Não muito tempo depois, na mesma avenida pelo mesmo motivo, uma ciclista é atropelada e morta.  Juliana Dias andava pela Av Paulista, foi fechada por um carro, um ônibus e atropelada por outro ônibus, um verdadeiro massacre!

Quantas Márcias e Julianas precisaremos perder para São Paulo começar uma real campanha de conscientização?

Assim como Márcia, Juliana não era apenas ciclista, ela usava sua bicicleta como seu veículo e pedalava por São Paulo exigindo seu espaço. Além disso,  Julie, como era conhecida, se importava por São Paulo. Uma vez por mês se unia ao grupo Pedal Verde  para plantar árvores pela cidade. A mesma cidade que tirou sua vida, por pressa, raiva, soberba e ignorância, e nos levou uma linda menina só porque ela andava de bicicleta.

 

Anúncios

Tags:, , , ,

About Ana Paula

Sou Ana Paula, arquiteta e paulistana. Atualmente santista. Santos é a cidade que escolhi viver. A cidade para mim tem que manter sua identidade e a identidade de seus habitantes. Uma grande cidade tem que garantir mobilidade. Tem que dar segurança e provocar liberdade. Toda cidade tem que ser humana e nunca deve ceder o espaço das pessoas para as máquinas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: